terça-feira, 29 de março de 2011

Devaneio ao lusco-fusco


Em um claro afronte

Lanço a vara de pescar
E puxo o sol à linha do horizonte.

Um comentário:

Sarah Souza disse...

E a noite chegou como num piscar de olhos... =D Adorei!